Ministra e secretário de promoção da pessoa idoso confirmam visita ao CCI

A ministra Damares Alves, da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, e o secretário nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, Antonio Costa, confirmaram esta semana que visitarão o Centro de Convivência do Idoso (CCI), em Paranavaí, construído e mantido pelo Instituto Maurício Gehlen (IMG). A confirmação foi feita em Curitiba, nesta segunda-feira, ao diretor voluntário do IMG e vereador Lucas Barone. A informação foi repassada aos diretores na reunião semanal do Instituto realizada nesta quarta-feira (14).

O convite havia sido feito pelo IMG através de ofício à ministra e ao secretário nacional e teve como portador o deputado federal Filipe Barros, durante a visita dele ao CCI, no dia 18 de julho. O parlamentar protocolou o ofício-convite no Ministério. Atendendo convite do próprio Barros, Barone esteve segunda-feira em Curitiba e acompanhou a visita da ministra à capital paranaense. Em uma conversa diretamente com ela, deu mais informações do CCI e reforçou o convite à ministra, que autorizou o deputado a acertar com sua assessoria e estender a viagem que ela deve fazer mês que vem a Londrina até Paranavaí para visitar o CCI. Atendendo pedido do vereador, ela poderá também anunciar a inclusão da cidade num dos mais importantes programas do seu Ministério.

Depois, Barone conversou demoradamente com o secretário Antonio Costa, a quem deu detalhes do funcionamento do Centro e suas práticas. O deputado Filipe Barros deu seu testemunho e disse que ficou entusiasmado com o que viu. Costa disse que “com certeza” estará visitando o CCI junto com a ministra.

O fundador e presidente do IMG, empresário Maurício Gehlen, ficou satisfeito em receber a confirmação da visita. “O nosso desejo é que outras unidade de promoção da pessoa idosa, preocupadas em dar qualidade aos nossos vovôs e vovós, sejam criadas Brasil afora. Por isso é importante que mais gente conheça o CCI, para que se inspirem no que temos aqui e levem esta ideia adiante. Nossos idosos já criaram sua família e colaboraram tanto com este país. Agora merecem um tratamento digno e muito respeito”, disse ele.

« Notícias